Uncategorized

CRÔNICA DE UM DIA QUALQUER

Outro dia eu estava sentada com umas amigas da minha irmã e ela própria jogando conversa fora. Falávamos de filhos, casamento, planos para o novo ano…quando surgiu a pergunta de uma das amigas da minha irmã:
“- Você é diabética há muito tempo não é?”
Respondi que sim, que já foram 25 anos com a doença. Ela contou que o pai também é diabético tipo 2 e continuou:
“- Você toma insulina todos os dias?”
Respondi que sim. Disse também que já estava acostumada e que isso era o que menos me incomodava. Controlar a alimentação e fazer os testes para manter o controle sob controle é que era o mais difícil mas que eu estava conseguindo ter sucesso.
Minha irmã estava ao meu lado e quando disse isso ela fez aquela cara que não estava acreditando. Aí a amiga dela completou:
“- Sua irmã já chorou muito comigo no telefone contando sobre como vc não controla o seu diabetes e que às vezes passa muito mal.”
Eu ri meio sem graça não entendendo quais momentos deveriam ter sido estes pois não me lembro de estar tão descontrolada a ponto de passar mal. Ainda mais nos últimos 2 anos. Então pensei que ela poderia estar se referindo às hipoglicemias que já tive e que foram certamente bastante dramáticas.
Mudamos de assunto e tudo acabou bem…mas aquela informação de que eu não me controlava bem por causa das hipos me deixou indignada. Tão indignada que passou quase um mês e só agora falo sobre esse episódio aqui. Qual fórum não seria mais apropriado?

Sei o quanto minha irmã e meus parentes e amigos gostam de mim e como sofrem com os percalços que sofro. Sei também que na montanha-russa em que vivemos um dia após o outro…não há como nos acompanhar sem que sejamos capazes de fazer comunicações claras de como anda nossa vida, nossa doença. Passei muito tempo guardando tudo para mim mesma mas…às vésperas de completar 41 penso em compartilhar todas as experiências. Espero que isso ajude os que convivem com diabéticos e outros diabéticos que passam por situações parecidas.

Decidi responder à angústia da minha irmã com informação. Isso mesmo. Não discuti, não puxei o assunto com ela para brigar, apenas dei a informação que a faria mais tranquila e não me deixaria na saia justa que me deixou naquela tarde. Vejam o email que mandei para os meus parentes mais próximos:

Querida família,


Obrigado pela linda noite de reveillon que vcs me proporcionaram. E é com vocês que quero dividir meu último resultado de hemoglobina glicada (A1C) que fiz em 28/12 conforme vcs podem verificar abaixo.


Depois de 25 anos, acho que estou no caminho certo para chegar aos 50 anos com a doença (ou quem sabe a ciência me livre dela até lá). 

 Monitorar em todos os momentos necessários e tomar as medidas precisas para recuperar o nível correto é o que tenho feito com disciplina diariamente: às vezes dá certo…às vezes não dá. As hipoglicemias revelam que estou no limiar no controle e não são sinais de descontrole. As hiperglicemias estão cada vez mais raras. Não deixo ficar muito tempo com a glicemia alta! Enfim…vivo.
Preciso perder peso. É esta minha meta para 2011!
Beijos

Resultado atual Resultados anteriores Valores de referência
Nº Ficha
Data da Ficha
5660025287
28/12/2010
5660022120
16/10/2010
5660019790
27/08/2010
5660017426
13/07/2010
5660014942
21/05/2010
5660009317
21/01/2010
Glicose 135 262 —- 123 89 171 75 a 99 mg/dL
Hemoglobina Glicada 6,0 6,0 —- 6,8 6,7 6,2 4,0 a 6,0 %

 

A Sociedade Brasileira de Diabetes estabeleceu a meta mais rígida de A1C menor que 6,5% para caracterização do bom controle glicêmico.

Tradicionalmente, a A1C tem sido considerada como representativa da média ponderada global das glicemias médias diárias (incluindo glicemias de jejum e pós-prandial) durante os últimos 2 a 3 meses.


E com isso disse que estou bem controlada. Estou vivendo com o diabetes e com relação aos sustos, todos nós teremos…todos os dias …quem sabe?

Beijos a todos,

PS: Se vc também passou por uma experiência semelhante, conte um pouco da sua história aqui. Obrigado!
Advertisements

2 thoughts on “CRÔNICA DE UM DIA QUALQUER”

  1. Olá! Acho que passar por estas situações são quase uma sina para os diabeticos eu sempre enfrento isso e vejo outros amigos diabetes passarem por isso tbm!
    Como vc eu tbm fico lá pelos 6,2 a diabete esta controlada… mas todo mundo aqui tbm se preocupa com as hipo!As vezes tenho a impressão que todos temos uma formula, uma receita, um jeito pra resolver os problemas dos outros.Eu tenho uma unica convicção não sei se estou certa ou errada mas sou diabetica a 30 anos e não tenho nenhum problema me apego apenas nisso e escuto com resignação todo o resto!!!

    Mil beijos!Otima semana!

    Like

  2. Meu filho tem 06 anos e é diabético também, depois de diagnosticado só teve um caso grave de hipo, e nunca de hiper apesar das altas acima de 400 não serem tão incomuns até por causa da idade dele em que tudo afeta a glicemia… é mto dificil, como voce diz é uma luta diária, e a cada dia nos emocionamos e surpreendemos mais com ele, como trata a doença com naturalidade e maturidade para uma criança, sempre pergunta o que pode comer ou não e é totalmente consciente de que todas as pessoas são diferente e cada uma tem seus defeitos, tem colega que tem asma, doença celiaca, problema cardíaco e ele tem diabetes…

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s